Válvulas Flageada Série AWWA

VÁLVULA BORBOLETA COM FLANGES

Dimensões e Massas

Mecanismos de Redução

A comercializa acoplados às suas válvulas borboleta com acionamento manual, duas linhas distintas de redutores:

Redutores K:

Tipo coroa sem fim projetados apenas para acionamento manual, não permitem automação futura.

Redutores C:

Tipo coroa sem fim, projetados para acionamento manual, porém, permite facilmente uma automação futura. Estes modelos são utilizados até válvulas de DN 350 para PN16 e DN 450 para PN10. Para os demais diâmetros, utiliza-se o sistema de porca viajante, com a mesma possibilidade de automação futura.

Os mecanismos de redução são do tipo porca viajante ou coroa e sem fim da linha C são de concepção simples, robustos e precisos, oferecem o máximo de segurança durante as manobras.

Tipo Coroa Sem Fim

Tipo Porca Viajante

Válvula Borboleta com Flanges Série AWWA-VBFW

Especificações Técnicas

Válvula Borboleta AWWA C504 – Classe 150

Válvula Borboleta com extremidades flangeadas, com gabarito de furação conforme (I), corpo curto, construção de acordo com a Norma AWWA C-504, classe 150B, corpo com espessura mínima conforme tabela 2 da referida Norma e disco em ferro fundido dúctil NBR 6916 classes 42012 com espessura máxima de 2,25 vezes o diâmetro do eixo, sede de vedação do corpo em aço inoxidável ASTM A-240 tipo 304 (AISI 304), junta de vedação automática de 360º em borracha sintética (Buna-N), inteiriça sem furos e emendas, com vedação em ambos os sentidos de fluxo, fixada ao disco por anel de aperto em ferro fundido (alternativamente em aço inoxidável 18.8 AISI 304) e parafusos embutidos tipo Allen em aço inoxidável 18.8 (AISI 304), permitindo substituição e ajustagem sem que sejam removidos os eixos do disco. Eixos do disco em aço inoxidável ASTM A276 tipo 304 com diâmetro mínimo de acordo com tabela 3 da referida Norma, divididos em dois semi-eixos, sendo que cada ponta de eixo é inserida nos mancais do disco da válvula a um comprimento de pelo menos 1,5 vezes o diâmetro, mancais de escorregamento do corpo com bucha em teflon reforçado com bronze para rotação dos eixos e apoio do disco. A fixação dos semi-eixos à borboleta é feita por meio de pinos.

O eixo de acionamento com engaxetamento tipo chevron (tecido impreguinado com borracha nitrílica) de forma a prevenir fuga de fluido e permitir a retirada do sistema de acionamento com a válvula instalada em linha pressurizada. Todo o conjunto semi-eixos/borboleta possui um sistema que não permite o deslocamento axial e consequentemente vazamento através da junta de vedação. O equipamento possui pés de apoio de forma a poder ser posicionada ao solo de forma estável sem auxílio de anteparos ou travamentos externos e ainda sistema auxiliar de movimentação. Todos os componentes da válvula, com exceção daqueles fabricados em inox são revestidos interna e externamente com primer epóxi de alta espessura bi-componente curada com poliamida sem pigmentos anticorrosivos tóxicos.

Acabamento fosco, azul RAL 5005, espessura mínima total de película seca de 150 micra e com certificado de inexistência de contaminação por pigmentos tóxicos. Marcação no corpo da válvula em alto relevo: Diâmetro Nominal; Pressão Nominal; Designação padronizada do FoFo nodular; Marca do fabricante; Padrão Construtivo: AWWA-C504; Código para rastreabilidade e identificação referente ao mês e ano de fabricação, outras marcações são informadas em placas de indentificação de alumínio, fixada ao corpo da válvula através de rebites e acionamento através de acionamento através de (II).

(I) Extremidades

Com flanges, gabarito de furação de acordo com a norma NBR 7675 (ISO 2531) PN 10.
Com flanges, gabarito de furação de acordo com a norma NBR 7675 (ISO 2531) PN 16.
Com flanges, gabarito de furação conforme Norma ANSI B16.5 – Classe 150 Libras
Com flanges, gabarito de furação conforme Norma ANSI B16.1 – Classe 125 Libras
Com flanges, gabarito de furação conforme Norma AWWA C207 – Classes ´´D“
Com flanges, gabarito de furação conforme Norma AWWA C207- Classes ´´E“

(II) Acionamento

Mecanismo de Redução Tipo C e Cabeçote
Mecanismo de Redução Tipo K e Cabeçote
Mecanismo de Redução Tipo C e Volante
Mecanismo de Redução Tipo K e Volante
Atuador Elétrico
Atuador Hidráulico
Atuador Pneumático
Atuador Hidro-Pneumático

Características Construtivas

As válvulas borboleta flangeadas comercializadas pela Saint-Gobain Canalização, caracterizam-se por sua robustez, qualidade, pela simplicidade de sua construção e pela facilidade de instalação, operação e manutenção.

Principais Características:

As válvulas borboleta flangeadas comercializadas pela Saint-Gobain Canalização, são constituídas de um corpo de ferro fundido dúctil, dotado de um disco no mesmo material, posicionado de forma excêntrica, com a possibilidade de girar em um eixo de 90º. No corpo existe um anel metálico fabricado em aço inoxidável, que, juntamente com o anel de elastômero do disco, promovem a vedação da válvula.

Suas principais características são:

  • Possibilidade de utilização em função de bloqueio e controle;
  • Pontos para fixação de olhal de içamento e sistema de apoio para válvulas com DNs superiores a 400 mm;
  • Construção excêntrica: os eixos não tem interferência com plano de vedação exigindo baixo torque no momento de abertura e fechamento, gerando maior confiabilidade e prolongando a vida útil de vedação;
  • Junta de vedação automática de 360º em borracha sintética (Buna-N), inteiriça sem furos ou emendas;
  • Vedação 100% estanque em ambos os sentidos de fluxo ;
  • Possibilidade de substituição e ajustagem da junta de vedação sem que sejam removidos os eixos do disco, podendo, inclusive, ser feita com a válvula montada na linha para DNs iguais ou superiores a 600 mm.

Normalização:

Padrão construtivo e face a face, segundo a norma americana AWWA C-504, classe 150 B, corpo curto.

Flanges:

Os flanges de fabricação normal são entregues com furação ABNT NBR 7675 (equivalente a ISO 2531), PN 10 ou PN 16, podendo, sob consulta, serem fornecidos os gabaritos de furação conforme as normas ANSI B16.1, ANSI B16.5 e AWWA C207.

Uma válvula borboleta com flanges é formada por:

  • um corpo (1) em forma cilíndrica, dotado de flanges em ambas as extremidades para a sua conexão à canalização;
  • um disco (2) em forma lenticular que bloqueia, libera ou regula a passagem do fluido;
  • dois semi-eixos (3) em aço inox, atuando diretamente no disco, um para suporte e outro para acionamento, transmitindo o movimento de abertura e fechamento da válvula;
  • buchas (4) autolubrificantes como guias do eixo;
  • uma sede de vedação (5) em inox, sob a forma de um anel cravado no corpo, sobre o qual é usinado um perfil que garante uma perfeita vedação;
  • uma junta de vedação (6) que consiste em um anel de Buna N (6A), fixado ao disco por um anel de aperto (6B), garantindo a vedação, independente do sentido de fluxo.

”"

  Devido às suas características construtivas, as válvulas borboleta Saint-Gobain Canalização apresentam as seguintes vantagens:

  • estanqueidade perfeita, independente do sentido do fluxo;
  • possibilidade de substituição da junta de vedação sem a desmontagem do disco;
  • mínimo torque de fechamento;
  • ausência de vibrações na posição semi-aberta.

”"

Revestimento

Primer em epóxi de alta espessura, bi-componente, curado com poliamida e sem pigmentos anticorrosivos tóxicos. Acabamento fosco, azul RAL 5005, espessura mínima de camada com película seca de 150 µm.